Botão Fechar
Junta de Freguesia de Santa Margarida da Coutada
Como chegar
Onde ficar
Username:
Password:
Novo Registo
Recuperar Password
   Mensagem do Presidente   
  Associações Freguesia
  Apresentação
  Censos (últimos resultados)
  Publicações
  História
  Heráldica
  Escolas
   Freguesia   
  Junta de Freguesia  
  Composição do executivo
  Competências e NCI
  Finanças Locais - Documentos
  Deliberações das reuniões
  Assembleia de Freguesia  
  Competências e Regimento
  Actas
  Composição Órgão Deliberativo
   Órgãos   
  Tabela de Taxas
  Regulamentos
  Requerimentos
  Sugestões
  Licenciamento de canídeos
  Editais
   Espaço do Cidadão   
  Artesanato
  Festas e Romarias
  Zonas de Interesse
  Pesca Desportiva  
  Concursos
  Regulamento
   Turismo e Lazer   
  Transportes
  Emprego
  Horário das Missas
   Informações Úteis   
  Junta freguesia
  Outros contactos  
  Freguesia
  Concelho
   Contactos   
Freguesia - Apresentação
A Freguesia de Santa Margarida da Coutada localiza-se na margem sul do Tejo, sendo ladeada pela Estrada Nacional 118. Ao longo da colina que constitui o Vale do Tejo florescem os seguintes lugares: Portela, Vale de Mestre, Pereira, Aldeia de Santa Margarida da Coutada e Malpique.

A Freguesia tem a área de 5.876,8 ha., constituindo 73,5% do Concelho de Constância.

As fronteiras da Freguesia são:

       • A Norte fica o rio Tejo;
       • A Sul fica o Semideiro, da Freguesia de Ulme, Concelho da Chamusca;
       • A Oeste fica o Arrepiado, da Freguesia de Carregueira, Concelho da Chamusca;
       • A Este fica o Tramagal, da freguesia de Tramagal, Concelho de Abrantes.
Do ponto de vista económico, trata-se de uma freguesia, onde o sector primário é o mais relevante. No entanto, também esse tipo de actividade tem vindo a diminuir mantendo-se em laboração apenas a Quinta do Carvalhal onde se produz: milho, nozes, azeitona, queijo de ovelha, ovelhas e cavalos.

Grande parte da população activa tem necessidade de exercer a sua profissão nos concelhos e freguesias limítrofes, sendo de salientar a inexistência de industria na freguesia, e que o Campo Militar de Santa Margarida desempenha um papel fundamental neste contexto económico. Trata-se de um amplo complexo militar que abrange uma área de 62 km2 , decidido construir em 1951 pelo General Abranches Pinto, então Ministro do Exército, composto por duas grandes áreas: urbana e de tiro. A área urbana é composto pelas unidades militares e ainda por uma zona residencial pavilhão gimnodesportivo, piscinas, campos desportivos polivalentes, igreja, centro de saúde, farmácia, correios, instituições bancárias, minimercado, cinema, Jardim de Infância e infantário, bomba de abastecimento de combustível e ETAR.

É todo este complexo que contribui para o volume de postos de trabalho existentes na Freguesia. Outras unidades empregadoras, ainda que noutra escala, são a Câmara Municipal e a própria Junta de Freguesia.

Outras áreas deste sector terciário também são de salientar, tais como o pequeno comércio, serviços de mecânica e construção civil, bem como uma corporação de bombeiros e a extensão de Centro de Saúde.

BOMSITE.COM Início | Emprego | Política de privacidade